Estratégia de Recursos Humanos, Desenvolvimento de Liderança São Paulo, Estratégia de RH São Paulo, Coaching Executivo, Estratégia de RH, Desenvolvimento de Liderança Florianópolis.

Flow – A Felicidade Através dos Desafios – Parte 1

Myhaly Csiszentmihalyi acredita que é possível ao ser humano criar condições para viver situações de estado ótimo de experiência, não somente no trabalho, mas no convívio com familiares e amigos, criando momentos memoráveis, de significado e realização.

Também acredito nisso. Em minha vida profissional tenho convivido com gente que se motiva e busca sempre patamares superiores de habilidade, desafios e conquistas.

Aqui, brevemente, abordo como é possível a um líder proporcionar aos liderados a possibilidade de criarem momentos de plena ordenação da consciência, de estarem em Flow no trabalho.

Myhaly ensina que esse momento de grande concentração e de quase plenitude é possível  quando alguém está envolvido na realização de um objetivo que lhe traga um desafio e que ultrapassar esse desafio seja significativo para ele.

Na representação gráfica é possível entender o que significa estar em Flow. Esse estado pode ser alcançado se o desafio que o indivíduo tem é tão alto quanto é alta sua habilidade, de forma que há de haver por parte do executor da tarefa uma concentração absoluta para que a cumpra e o desafio seja vencido.

Csíkszentmihályi identificou três componentes que devem estar presentes para se entrar no estado de Flow:

Estratégia de Recursos Humanos, Desenvolvimento, Coaching de Liderança ExecutivoObjetivos – Eles dão motivação e estrutura para o que se faz;

Balanceamento – Tem de haver um equilíbrio entre a habilidade existente e o grau de desafio da tarefa; e

Feedback – O executor da tarefa deve ter feedback imediato, de forma a poder redefinir sua rota de atuação. Isso pode se dar através de outras pessoas, ou da consciência do progresso da tarefa.

Ao examinarmos o gráfico podemos facilmente perceber alguns momentos em nossas vidas em que já passamos pelos diversos cruzamentos da habilidade e do desafio, com os consequentes resultados em nosso estado de ânimo.

Se alguém é submetido a executar algo de baixo desafio e a habilidade existente é baixa, a apatia estará presente. Se o desafio aumenta, mas a habilidade é baixa, instala-se a preocupação no executor (e desconcentração). Aumentado desafio ainda mais, a ansiedade paralisante se instala.

Se a habilidade exigida pelo desafio for média e ela existe, um certo tédio no executor se apresenta. Aumentado o desafio, uma agitação mental ocorre, não permitindo ainda a concentração plena na tarefa.

No caso de a habilidade existente ser alta e a demanda do desafio baixa, um relaxamento mental se instala e não há significado para o executor. Aumentado o desafio, presente alta habilidade, o controle se estabelece e ainda não se alcançou o estado de FLOW. Este, como dito, se apresentará quando a habilidade existente for alta e o desafio for igualmente alto, exigindo uma atenção plena, presença, foco na execução e no objetivo final do trabalho. Aí se estabelece a significância da execução e do resultado.

Nesse patamar de desafio alto e de habilidade alta é criado o momento memorável!

É possível criarmos momentos memoráveis por nossa própria vontade e controle da consciência. Mesmo pequenas tarefas podem ser ricas de significado se lhes imprimimos um objetivo pessoal claro e definido, aumentamos o desafio que representam (por exemplo, determinando um tempo menor para sua conclusão e qualidade superior) e buscamos feedback para melhorarmos o nosso desempenho e conhecimento.

Leave a Reply