Liderança: O que realmente importa

Lendo um artigo de janeiro de 2015 no site da McKinsey, julguei interessante trazer para o blog as considerações dos articulistas Claudio Feser , Fernanda Mayol e Ramesh Srinivasan. De acordo com pesquisa feita por aquela consultoria, 90% dos CEO’s pretendiam investir mais em desenvolvimento de liderança, porque consideram que é o tema mais relevante de capital humano que suas organizações têm a enfrentar.

A consciência clara de que é a liderança que direciona aos resultados certamente está por trás de tal interesse. A questão que se coloca é que tipo de competências de liderança as empresas deveriam incentivar.

Como não há um consenso acadêmico ou prático sobre isso, os programas de desenvolvimento de liderança abordam um grande número de temas, o que, segundo os autores, explicaria o fato de que apenas 43% dos CEO’s acreditam que os programas darão algum resultado. As pesquisas recentes da McKinsey apontam para um pequeno número de competências que estão diretamente relacionadas com o sucesso da liderança. Partindo de 20 comportamentos extraídos de literatura acadêmica e de experiência prática, a consultoria pesquisou 189.000 pessoas em 81 organizações ao redor do mundo para avaliar quais das 20 competências realmente tinham impacto na eficácia da liderança.

A conclusão foi a de que 4 comportamentos de líderes, entre os 20 propostos, são os mais relevantes para aquele impacto, correspondendo a 89% da variação entre organizações fortes e fracas, em termos de resultados de liderança. Essas 4 competências encontradas são:

Solucionar problemas eficazmente

O processo que precede a tomada de decisão é a solução de problemas, envolvendo a coleta de informações, sua análise e considerações.

Trabalhar com uma forte orientação a resultados

Além de desenvolver e comunicar uma visão e estabelecer objetivos, liderar é também acompanhar para que os resultados sejam alcançados. Líderes com essa competência dão importância à eficiência e produtividade e priorizam o trabalho de maior valor.

Procurar perspectivas diversas

Afirmam os autores que esta característica é notável nos líderes que monitoram tendências que afetam a organização, percebem alterações no ambiente e encorajam os liderados a contribuir com ideias que melhorem a performance. Além disso, distinguem com clareza o que é ou não importante e dão peso adequado às preocupações dos stakeholders (em todos os interessados). Lideranças que têm essa competência decidem baseadas em profunda análise.

Apoiar os outros

Líderes apoiadores entendem como os outros se sentem. Mostrando autenticidade e interesse sincero aos que estão à sua volta, constroem confiança e inspiram os demais a ajudar colegas a suplantar desafios. Eles são capazes de intervir no time para promover eficiência, desfazer medos injustificados de ameaças e evitar que a energia do grupo se dirija a conflitos internos.   Os articulistas finalizam o artigo afirmando que o debate centenário sobre o tema não se extingue, mas acreditam que para a liderança de primeira linha em grande parte das organizações de hoje deveriam demonstrar tais competências. Para as empresas, diz o texto, seria um bom começo definir seus programas de desenvolvimento de liderança com tais perspectivas. Em próximos artigos, vamos abordar cada uma dessas 4 competências, propiciando aos leitores uma visão mais detalhada de cada uma.

A BEM Human Consulting acredita no poder humano nas organizações e na capacidade que as pessoas têm de melhorar sempre. Estamos a serviço das empresas que buscam atingir uma performance superior e resultados extraordinários através de suas equipes.

Acreditamos que cada organização tem sua peculiaridade e seu modo de ser. Por tal razão, os projetos que desenvolvemos são individualizados. Em contato com nossos clientes, percebemos suas necessidades e desenvolvemos soluções personalizadas, focadas em resultados, com simplicidade e eficácia.

 

(baseado no artigo “Decoding leadership: What really matters”, que pode ser encontrado em http://www.mckinsey.com/global-themes/leadership/decoding-leadership-what-really-matters)

Leave a Reply